Quem Sou EU?

Quem sou EU? De onde venho? Para onde vou? O que querem de mim? Qual o meu propósito? O que eu quero? O que tenho de fazer? O que tenho de SER? Tantas questões para as quais procuro uma resposta. E porquê uma resposta? Como gostaria de desligar a mente e não pensar! Não ter de responder às perguntas que a minha mente racional procura! Quero desligar, desligar o contacto com o exterior. Quero conectar-me Ler mais…

Eu tive um sonho!

Eu tive um sonho! Parafraseando Martin Luther King “eu tive um sonho!” Eu tive um sonho! Que a medicina é só uma. Que todas as técnicas terapêuticas, cientificamente provadas ou não cientificamente provadas se uniram. Se uniram no conceito que as une, o de zelar pela saúde de todos os seres que habitam este planeta. Que a medicina global é gratuita, sem interesses económicos, feita com alma e coração. Eu tive um sonho! Que os Ler mais…

A relação Médico-Paciente

“A tarefa da medicina no século XXI será a descoberta da pessoa: encontrar as origens da doença e do sofrimento, com este conhecimento desenvolver métodos para o alívio da dor e ao mesmo tempo revelar o poder da própria pessoa, assim como nos séculos XIX e XX foi revelado o poder do corpo” (Cassel, 1991:X). Os pacientes necessitam, mais do que cuidados físicos, de atenção quanto ao seu bem-estar mental e emocional, nomeadamente quanto aos Ler mais…

Porque Adoecemos?

Se considerarmos o ser humano como um todo, tendo em conta a sua inteligência, a capacidade de sentir emoções, o poder da linguagem com que se exprime, as capacidades cognitivas e criativas, podemos afirmar que nenhum outro organismo à face da Terra é tão complexo e multidimensional. Quando nascemos despertamos para um mundo hostil e desconhecido. A nossa primeira emoção é o medo da queda, pois é essa a primeira sensação que temos ao sairmos Ler mais…

Homeopatia é uma Vacina?

Não. Homeopatia não é uma vacina. O que existe no Universo é coerente. Tudo nasce, cresce e morre de acordo com as leis universais. E nós seres humanos temos também de viver nessa coerência. Em coerência com a natureza, com tudo o que ela nos proporciona e com nós próprios, com todos os níveis da nossa existência. Nós somos feitos dessa natureza, pura, diversa e funcional e temos algo que nos distingue dos demais seres Ler mais…

Para que serve a Homeopatia

Conforme já referi em artigos anteriores a homeopatia não trata doenças mas pessoas com sintomas da doença, ou seja, contrariamente ao que acontece na medicina convencional, que considera os sintomas como uma manifestação direta da doença, a homeopatia vê os sintomas como uma reação contra a doença e procura estimular essa reação, num processo de auto regulação, ao invés de a suprimir. O tratamento homeopático vê cada paciente como um ser único, com reações individuais, Ler mais…

Regresso às aulas

Cada ano letivo é um começo na vida de uma comunidade de pais, encarregados de educação, professores e alunos. Todos eles se interligam numa consciência coletiva de transmissão de valores, conhecimento e sabedoria em que o aluno é a “estrela da companhia”. Todos os intervenientes se preocupam com o bem-estar social, físico, mental e emocional do aluno para que o aproveitamento seja maximizado. Após um período de férias, em que a liberdade de movimentos e Ler mais…

Desmistificar a Homeopatia

A Homeopatia surgiu no Séc. XVIII pela mão de Samuel Hahnemann, um médico alemão que, vivendo numa época em que a medicina praticada na Europa e nos Estados Unidos se caracterizava pela total falta de critérios científicos, decidiu, com um enorme sentimento de frustração, abandonar a prática médica. A Medicina era, nessa época, fundamentada em hipóteses e especulações que muitas vezes roçavam o absurdo e em que se utilizavam, como prática clínica corrente, sangrias, eméticos Ler mais…

Entrevista a João Marcello Caetano

Entrevista a João Marcello Caetano 1. Fale-nos sobre si e sobre o seu trabalho… Costumo dizer que nasci médico. E nasci, de facto, médico. Em pequeno, tinha um consultório montado no meu quarto onde recebia os meus irmãos para tratamento das pequenas mazelas que iam surgindo.  No entanto, a vida, ou melhor, as minhas facilidades para com a vida, não me permitiram chegar à faculdade de Medicina. A vontade era muita, mas, a gestão das Ler mais…

Olá eu sou o seu SINTOMA

Olá eu sou o seu SINTOMA! Olá, tenho muitos nomes: dor no joelho, abcesso, dor de estômago, reumatismo, asma, mucosidade, gripe, dor nas costas, ciática, cancro, depressão, enxaqueca, tosse, dor de garganta, insuficiência renal, diabetes, hemorróidas e a lista continua. Ofereci-me como voluntário para o pior trabalho: ser o portador de notícias pouco agradáveis para si. Você não entende, ninguém me compreende. Você acha que eu quero incomodá-lo, estragar os seus planos de vida, todos Ler mais…

Como nasceu a Homeopatia?

Para Hipócrates o princípio da ética médica era, em primeiro lugar, não prejudicar (em latim: Primum non nocere). A medicina do século XVIII, no entanto, prejudicava e muito os doentes. Tratava-se de uma medicina iatrogénica, sendo a iatrogenia o sofrimento causado por uma acção médica. Neste contexto surge o médico alemão Samuel Hahnemann (1755-1843), que exerce a profissão até os 34 anos, quando decide abandonar a carreira por insatisfação com os efeitos nocivos da prática Ler mais…

Quem foi Samuel Hahnemann?

Considerado o fundador da Homeopatia, nasceu em Meissen na Alemanha Ocidental, em 10 de Abril de 1755 e foi baptizado com o nome Christian Friedrich Samuel Hahnemann. Na escola revelou-se muito aplicado e evidenciou-se no estudo de várias línguas estrangeiras, de tal forma que aos 13 anos ensinava língua hebraica aos seus colegas. Por dificuldades económicas da família, o seu pai retira-o da escola e aos 15 anos manda-o trabalhar para um armazém em Leipzig Ler mais…

Mas afinal, o que é a Homeopatia?

Mas afinal, o que é a Homeopatia? Essa “arte de curar”, essa especialidade da medicina que cura sem explicação científica! Esta questão da explicação científica tem muito que se lhe diga! Mas a ela voltaremos numa publicação posterior, quando os meus leitores já estiverem familiarizados com os conceitos básicos sobre esta técnica secular.  Em primeiro lugar deixem-me definir o termo “cura” como o reestabelecimento da saúde numa pessoa doente. E o termo “saúde” utilizando a Ler mais…

Medicina, paixão de uma vida

Bom dia a todos. Resolvi partilhar convosco a minha paixão pela Homeopatia, com o intuito de esclarecer o público em geral dos benefícios da utilização desta especialidade criada por médicos há mais de 200 anos. Irei começar pelo meu trajecto nesta “arte de curar” pela qual me apaixonei há 5 anos, fazendo da “Medicina, paixão de uma vida” a minha publicação inicial. Costumo dizer que nasci médico. E nasci, de facto, médico. Em pequeno, tinha Ler mais…